terça-feira, 26 de novembro de 2013

Impactos e Projetos da Usina Binacional de Itaipu


Impactos Ambientais

A hidrelétrica de Itaipu, devido à sua magnitude, provocou profundos impactos ambientais na bacia do Rio Paraná. O principal foi o desaparecimento das 7 quedas da cidade de Guairá, uma das mais belas paisagens brasileiras. 
Houve também perdas da vegetação e da fauna terrestres, interferência na migração dos peixes e alteração na fauna do rio. Semanas antes do preenchimento do reservatório, foi realizada uma operação de salvamento dos animais selvagens. Equipes de voluntários conseguiram capturar mais de 4500 bichos, entre macacos, lagartos, porcos-espinhos, roedores, aranhas, tartarugas e diversas espécies.


Impactos Sociais

Durante a instalação da Itaipu, foi necessária a desapropriação de 42.444 pessoas onde 38.440 eram trabalhadores e trabalhadoras do campo, o que gerou inúmeros problemas sociais. Partes dessas famílias viviam às margens do Rio Paraná e foram desalojadas, a fim de abrir caminho para a represa. Algumas se refugiaram na cidade de Medianeira, uma cidade não muito longe da confluência dos rios Iguaçu e Paraná.

Projetos

Para compensar os prejuízos causados a Fauna e a Flora local, a organização da Usina Binacional de Itaipu criou projetos como a criação de um zoológico para acolher os animais que foram retirados de seu habitat por causa da criação da usina, alem de revitalizar todo os arredores da hidrelétrica, com a plantação de arvores.

Programa Cultivando Água Boa


Gestão por bacias: Em grandes bacias, a saúde do rio é consequência direta das medidas adotadas para controlar o escoamento superficial e favorecer a infiltração de água no solo, prevenir a erosão e reduzir o aporte de sedimentos e nutrientes.


Programa Proteção da Fauna e Flora


Reservas e Refúgios: A Itaipu mantém oito reservas e refúgios biológicos localizados no Brasil e no Paraguai. A área protegida, que inclui mata nativa e trechos de reflorestamento, soma 41.039 hectares.


 Foram criados também projetos sociais como:

Programa Cuidados com as crianças


Opakatu: Desenvolve uma ação específica trabalhando valores básicos como amizade, o respeito e o amor, com apresentações teatrais em escolas. E realiza rodas de conversas com os adolescentes e jovens.



Jovem Jardineiro: As aulas têm duração de um ano, e ocorrem no Refúgio Biológico Bela Vista, com algumas das práticas desenvolvidas nos canteiros e jardins da própria Itaipu.


Programa Um futuro para os jovens


1000 Becas: Itaipu Binacional oferece bolsa de estudos a estudantes paraguaios de baixa renda, egressos de escolas públicas, que desejam cursar o Ensino Superior.

Programa de Estágios: Consciente da importância do estágio e das dificuldades enfrentadas por boa parte dos jovens para consegui-lo, a Itaipu abre espaço em sua estrutura para absorver estudantes de diferentes áreas que possam encontrar, na empresa, meios de colocar em prática o que aprendem na teoria.

Programa Educação Ambiental


Ecomuseu: Além de contar a história da usina e da região em que foi construída, o Ecomuseu da Itaipu desenvolve atividades inovadoras de educação ambiental.No espaço educativo, a comunidade e os visitantes participam de ações que promovem uma consciência ecológica.



Postado por: Vanessa Soares da Silva, graduanda UFABC, bolsista do projeto Memória dos Paladares.