segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Horta Comunitária na Comunidade do Novo Pinheirinho


No dia 21 de setembro, ocorreu a realização de uma atividade do projeto Memória dos Paladares, este é um projeto da Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal do ABC (UFABC).
A atividade promovida, foi a criação de uma horta comunitária na Ocupação Novo Pinheirinho (em Santo André). Junto conosco estava a bióloga, Júlia Furgeri, que fez a análise do local e esta a frente da criação da horta. E também o engenheiro sr. Horst Dietrich, que com bom humor, ensinou-nos acerca vários assuntos.

Logo de início fomos muito bem recebidos pelos moradores. A impressão que tive foi de uma comunidade bem pacata, diferente de algumas outras comunidades na qual eu já visitei. Ambiente bem tranquilo, e familiar. Tive uma ótima primeira impressão.

Fiquei sabendo que o governo quer retirar as famílias para criar um conjunto habitacional no local. Mas sabe lá quando vão fazer isso...

A projeto da Horta Comunitária tende a aumentar a oferta de alimentos de elevado poder nutritivo e melhorar as condições de vida de grupos sociais em situação de insegurança alimentar. E digo mais, acredito que o poder público poderia ampliar ações como está de implantação de hortas, viveiros, lavouras e pomares comunitários em espaços disponíveis nas áreas comunitárias. Para que deste modo, os trabalhadores e suas famílias, que vivem em áreas rural e urbana, tenham a possibilidade de cultivar, em conjunto, hortaliças para o seu próprio consumo e comercialização para complementar a renda familiar com a venda de excedentes da produção.
Mas vale lembrar que nem todo lugar é apropriado para cultivo de alimentos, ainda mais em uma comunidade que sofre com graves problemas decorrentes da falta de saneamento, onde a água e esgoto nem sempre são tratados da maneira correta. Por isso é necessário uma análise do local.

Estamos criando uma compostagem, e tivemos que revolver a terra com o objetivo de descompactá-la. Para que assim ocorra um melhor desenvolvimento das raízes das plantas e possibilitar uma maior infiltração de água no solo e a aeração. Após o preparo do solo, lançamos algumas sementes de feijão, abóbora, cebola e coentro.






Postado por
: Lucas Camilio, discente do Bacharelado de Ciências e Tecnologia da Universidade Federal do ABC e volunt
ário do Projeto de Extensão Memória dos Paladares.